Em plena crise, o pensamento inquieta-se e interroga-se; ele pesquisa as causas mais profundas do mal que atinge a nossa vida social, politica, económica e moral.
As correntes de ideias, de sentimentos e interesses chocam brutalmente, e deste choque resulta um estado de perturbação, de confusão e de desordem que paralisa toda a iniciativa e se traduz na incapacidade de encontrarmos soluções para os nossos males.
Portugal perdeu a consciência de si mesmo, da sua origem, do seu génio e do seu papel, de herói intrépido, no mundo. Chegou a hora do despertar, do renascimento, de eliminar a triste herança que os povos do velho mundo nos deixaram, as bafientas formas de opressão monárquicas e teocráticas, a centralização burocrática e administrativa latina, com as habilidades, os subterfúgios da sua politica e dos seus vícios, toda esta corrupção que nos tolda a alma e a mente.
Para reencontrar a unidade moral, a nossa própria consciência, o sentido profundo do nosso papel e do nosso destino, isto é, tudo o que torna uma nação forte, bastaria a nós portugueses eliminar as falsas teorias e os sofismas que nos obscurecem o caminho de ascensão à luz, voltando à nossa própria natureza. Às nossas origens étnicas, ao nosso génio primitivo, numa palavra, à rica e ancestral tradição lusitana e/ou celtibera, agora enriquecida pelo trabalho e o progresso dos séculos.
Um país, uma nação, um povo sem conhecimento, saliência do seu passado histórico, origem e cultura, é como uma árvore sem raízes. Estéril e incapaz de dar frutos.

domingo, 22 de julho de 2012

Hidromel - Receita

Hidromel


O Hidromel é uma bebida alcoólica fermentada à base de mel e água, sendo utilizados, em geral na sua produção, uma proporção de uma parte de mel por duas de água, mas pode variar conforme a receita ou a região de produção. Consumida desde a antiguidade, sua fabricação é anterior à do vinho e seguramente à da cerveja.

Além de ser consumida em Roma e na Grécia Antiga, outras culturas antigas consumidoras desta bebida foram os celtas, os saxões e os vikings. Também era conhecido o consumo de uma bebida similar pelos maias.

Existia a tradição de que os casais recém-casados deveriam consumir esta bebida durante o primeiro ciclo lunar após as bodas para nascer um filho varão. Daí surgiu a tradição atual da lua de mel.[carece de fontes?]

Na Mitologia Nórdica, o hidromel aparecia como a bebida favorita dos deuses.

Nas obras de J.R.R.Tolkien, George R. R. Martin, Keveny Sousa , J. K. Rowling, C. S. Lewis, Bernard Cornwell, Patrick Rothfuss, Christopher Paolini, entre outros, são feitas menções a esta bebida.


Os lusitanos bebiam, hidromel, ao qual adicionavam ervas aromáticas. A prática do hidromel é ainda corrente entre os serranos, onde não se produz vinho, o qual só é consumido na altura das ceifas, ou ao domingo, na taberna.

Receita

Ingredientes

. 3,5 litros de água mineral

. 600 gramas de Mel (do menos espesso e mais puro possivel)

. 5 a 8 gramas de levedura (pode ser fermento biológico para pães)

. Vamos usar também a garrafa da água mineral , duas mangueirinhas e mais uma garrafa pequena também de água, para construir o fermentador.


1º - Construa o fermentador igual ao da imagem acima, corretamente, para uma melhor fermentação do hidromel, lembrando que na garrafa menor tem que ter um furo ou espaço para os gases escaparem e que a mangueira deve ficar dentro de água.

2 º - O mel deve ser medido de acordo com a água, notando que deve ser uma media de 80 % de água para 20 % de mel, ou seja, para 3 litros de água 600 gramas de mel.

3º - Coloque o mel em banho Maria até este ficar bem ralo.

4º - Coloque a água noutra vasilha e junte o mel. Isto quando este estiver já bem quente (não deixe o mel ferver), mexendo bem com uma colher até a espuma baixar.

5º - Depois de obter uma mistura homogénea despeje-a no garrafão, deixando sobrar um pouco, mais ou menos 0,5 litro na vasilha onde misturou o mel com a água.

6º - Quando a mistura que obteve estiver à temperatura ambiente, deve acrescentar o fermento àquela que deixou de parte . Depois despeja esta no garrafão, fechando-o bem, caso necessário vede-o com fita isoladora.

7º - Deixe o hidromel a fermentar, para transformar o açucar do mel em alcool, num lugar tranquilo sem contacto directo com a luz solar até este começar a clarear e o fermento se depositar no fundo do garrafão, Quando tal ocorrer, deverá retirar provas para testar o gosto e quantidade de alcool que deseja e posteriormente filtrar a mistura num coador de café até retirar todo o fermento e depois engarrafar e colocar na geladeira ou a envelhecer.

8º - O ideal é deixar a bebida,  mais ou menos, por 3 meses a fermentar, e a cada 30 dias trocá-la de garrafão,  separando-a das leveduras mortas (fermento)   que se acumularam no fundo. Pode também retirar o hidromel do garrafão, através da mangueira das provas, sem as leveduras mortas, lavar o garrafão e depois voltar a colocar o hidromel.

9º - Desfrute!!! Eu estas é daquelas que não vou deixar de experimentar!


6 comentários:

  1. hidromel tem uma história espetacular. Eu particularmente gosto muito do Hidromel Valkiria, me considero um verdadeiro apreciador desta bebida tão antiga. www.facebook.com/valkiriahidromel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente aqui por terras de Viriato não há Hidromel Valkiria, apenas Hidromel LuCitanea, fora os caseiros e não comercializados. Eu mesmo, amanhã, vou iniciar a minha produção caseira. Vou usar mel de flores ou de ervas autóctones para lhe dar um sabor mais lusitano. Depois digo-vos qual o resultado!

      Eliminar
  2. Eu tenho dedicado algum do meu tempo ao Hidromel, nomeadamente no que respeita a sua história e produção.
    Tenho um Blog - MEADERY LAB (www.meaderylab.com) - onde apresento alguma informação. Infelizmente apesar de ser gente Lusa, o Blog encontra-se em Inglês.

    ResponderEliminar
  3. Boa noite. Esta publicação ainda está "actva"?
    Fiz o que foi explicado aqui, mas tenho uma dúvida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabei de fazer o hidromel. Ficou parecido com o hidromel "viking", que é semelhante a uma cerveja adocicada. O mel ficou bastante diluido e tem pouco alcool.
      Agora vou tentar fazer hidromel tipo licor. Vou usar 60% de água e 40% de mel. Só me resta saber que quantidade de fermento usar. Mas vou usar a proporção que está aqui na receita.

      Eliminar
    2. Boas,
      fico satisfeito pelo resultado que conseguiste obter, parabéns!
      O resultado que obtive, seguindo também esta receita, foi semelhante. No entanto a bebida acabou por azedar, em parte devido ao fermento que usei.
      Já agora qual o fermento que usou?

      Eliminar